• PREVIG INFORMA | Notícias

    Use estratégias para ser uma pessoa mais produtiva


    Se deixar as atividades para a última hora está atrapalhando e você quer acabar com esse comportamento, siga estas estratégias para ser uma pessoa mais produtiva:

    Reserve um tempo na agenda: se a atividade está sendo adiada e traz resultado, significa que ela é importante, mas não urgente. Se ela pode ficar à espera, você tem a flexibilidade de selecionar um dia na sua agenda, como se fosse uma reunião, com hora marcada para começar e terminar.

    Crie um ritual de execução: pense em algo que o deixe motivado a fazer a atividade. Descobrir o que o coloca em estado de criatividade e foco permite concluir rapidamente o que precisa ser feito. Descubra e desenvolva seu próprio ritual.

    Verifique os fatores positivos e negativos da atividade: selecione a atividade a ser executada e escreva num papel os fatores positivos e negativos. Na hora de executar a tarefa, se sentir vontade de adiar, leia a lista. O exercício trabalha os lados emocional/racional do cérebro. Um dos dois vai motivá-lo.

    Execute pequenas atividades: experimente começar fazendo coisas menores, de rápida conclusão.

    Fatores de incentivo: esta técnica consiste em trocar "a execução da tarefa" pelo "benefício posterior". O importante é selecionar algo que o incentive a fazer determinada atividade.

    Ajuda externa: a pressão externa ou o apoio de alguém de fora como amigo, esposo (a) ou chefe parece realmente ser de grande ajuda para vencer a barreira da procrastinação. Se resolver achar este alguém para cobrar algo de você, é preciso que seja uma pessoa com a qual você tenha um alto nível de comprometimento e, sobretudo, respeito.

    Estabeleça prioridades: você deve distinguir o que não é tão importante e o que não deve, em hipótese alguma, ser adiado.

    Diga mais "nãos": evite assumir responsabilidades para agradar as pessoas. A estratégia é se comprometer apenas com as atividades que realmente poderão ser cumpridas.

    Não tenha medo de errar: é preciso deixar de lado a insegurança, conhecer suas limitações para poder aprimorá-las e não temer as decisões. Errar faz parte do aprendizado.

    Fonte: Viva Saúde

>