• PREVIG INFORMA | Notícias

    Conheça pontos importantes para lhe ajudar na escolha de uma nova modalidade de investimentos


    Escolher ou alterar a Modalidade de Investimentos tende a ser um processo complexo, pois o Participante ou Assistido deve considerar diferentes aspectos para decidir sobre a mudança ou manutenção de sua modalidade. Mas, essa avaliação pode se tornar mais fácil quando observados alguns pontos chave: 
     
    O primeiro é saber qual seu perfil investidor, ou seja, qual sua capacidade de tolerância ao risco. E a principal pergunta a ser respondida para definir esse perfil é: Quanto você está disposto a arriscar para obter rentabilidades acima das expectativas? Quanto maior for essa disposição, maior deverá ser a tolerância ao risco. 
     
    Mas o que significa ser tolerante ao risco?

    Para simplificar, ser tolerante ao risco significa não se abalar ao verificar que seu saldo de contas
    neste mês está menor que o mês anterior em virtude das oscilações que o mercado pode apresentar. Pois, nada adianta seu saldo estar em uma modalidade de investimento agressiva, apenas porque em determinado momento houve resultados positivos, e a cada variação negativa de rentabilidade isso lhe tirar o sono.
     
    O segundo ponto é o ciclo de vida, que trata-se basicamente da relação de quando pretende utilizar o saldo de conta constituído com a fase da vida que você está.

    Via de regra, quanto maior o prazo para utilização do recurso, maior poderá ser a exposição a riscos.  Isso se deve pelo fato de haver mais tempo para recuperar eventuais perdas. Por outro lado, quanto menor for esse prazo, menor deverá ser a exposição, uma vez que haverá menos tempo para recompor o saldo em momentos de crise e alta volatilidade do mercado.

    De todo modo, ainda que considerado seu ciclo de vida, deve-se levar em conta seu perfil investidor.
     
    O terceiro aspecto é em relação ao patrimônio que cada um possui dentro e fora da PREVIG. Tentar achar um equilíbrio de quanto se quer ficar exposto à riscos de mercado financeiro sobre o patrimônio total (PREVIG + outros investimentos).

    Existem outros pontos que devem ser considerados, como a análise da situação da economia mundial e nacional, observando seus comportamentos e os possíveis desdobramentos.
     
    Contudo, se você conseguir definir com clareza os três pontos acima, a análise e a tomada de decisão sobre sua Modalidade de Investimentos na PREVIG se dará de forma tranquila.
     
    A partir deste ano a PREVIG disponibiliza um questionário para o Participante ou Assistido identificar seu perfil investidor, que foi desenvolvido com base nos três pilares descritos. Respondendo a este questionário conforme sua realidade, o resultado apontará a modalidade mais aderente ao seu perfil de investidor.
     
    Vale ressaltar que, a estratégia de investimento em um plano de previdência complementar, em essência, é mirar o longo prazo e, na PREVIG, esta é a filosofia que pauta as decisões sobre investimentos.
     
    Com o objetivo de auxiliar sua avaliação, clique aqui para acessar as informações sobre as Modalidades de Investimento e lembre-se que as rentabilidades passadas não são garantias de rentabilidades futuras.

>